WILDVET LOGO-negativo.png
oie_transparent.png
whatsapp.png

Wildvet Clínica Veterinária e Hotel © 2017. All Rights Reserved.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • YouTube

Meu coelho tem muito pelo, devo tosar ele no verão?

October 22, 2017

“Chegou o verão e seus dias quentes, tenho um coelho bastante peludo, será que é uma boa ideia cortar ou até mesmo tosar o pelo dele?” 

 

Vamos tentar então esclarecer essa dúvida...

Os coelhos regulam a temperatura corpórea deferente de nós humanos (que transpiramos pela pele). O suor liberado na pele dos humanos tem a função de regular a temperatura do corpo, pois quando o suor evapora leva o “calor” junto e abaixa a temperatura. O coelhos não possuem estas glândulas sudoríparas na nele, portanto não conseguem transpirar.

 

O fato de não transpirar até parece ser uma coisa boa, mas cria uma situação muito perigosa. A falta dessas glândulas sudoríparas na pele significa que os coelhos não conseguem regular e abaixar a temperatura do corpo rapidamente. Em locais quentes acabam tendo problemas sérios de superaquecimento e podem até morrer por isso.

 

Coelhos dissipam calor através da respiração e de suas orelhas (que funcionam como dois radiadores onde o sangue esfria ao passar por elas). 

 

O calor é perigoso para os coelhos, mais que o frio. Em geral são mais sensíveis que caes, gatos e humanos, então, se você está se sentindo calor imagine como seu coelho se sente.

Alguns sinais de que seu coelho esta sofrendo com superaquecimento:
 

   1 - Orelhas vermelhas

   2 - Respiração ofegante   

   3 - Letargia
   4 - Salivando
   5 - Fraqueza / Movimento lento
   6 - Confusão mental
   7 - Convulsão

 

ATENÇÃO: Nunca coloque seu coelho DENTRO DA GELADEIRA ou em um banho frio se ele parecer letárgico ou mole. PROCURE IMEDIATAMENTE UM MÉDICO VETERINÁRIO.

Mas enfim, cortar ou não o pelo do coelho? Existem varias dicas para evitar problemas de superaquecimento, mas CORTAR OS PELOS não é uma delas. Como prevenção podemos ter alguns cuidados:

   1 - Deixe livre acesso a uma área protegida da luz solar direta. Um pouco de sombra pode fazer uma grande diferença de temperatura.

  

   2 - Uma placa de mármore ou cerâmica oferecem uma sensação agradável em suas barrigas em dias  quentes.

 

   3 - Locais com ar condicionado logicamente ajudam a aliviar o calor.

 

   4 - Abra janelas e permita que o ar circule. Um ventilador também ajuda mas não deve ser usado diretamente sobre o animal.

 

   5 - Escovar o pelo ajudará a resfriá-los.

 

   6 - Congele garrafas de água (aquelas garrafas garrafas pet de 2 litros) e a disposição de seu coelho. CUIDADO: Nunca force o animal a ficar em cima das garrafas.

 

   7 - Forneça água fresca em abundância, pode adicionar um ou dois cubos de gelo no bebedouro ou ate mesmo oferece-los ao coelho (alguns irão gostar de lamber as pedras de gelo).


   8 - Pulverize um pouco de água em suas orelhas você pode ajudar a resfriá-lo. Cuidado para não entrar agua dentro dos ouvidos.

 

   9 - Uma toalha úmida sobre a gaiola ajuda a refrescar o ambiente (certifique-se de que não está pingando sobre o coelho)

 

   10 - Ofereça vários vegetais frescos e tenros, se possível molhados (deixar um pouco de água sobre eles depois de enxaguá-los).

 

É comum o ser humano tentar comparar suas sensações com a dos animais, e naturalmente pensem que seus coelhos estejam sofrendo de calor por causa do excesso de pelos. Mas, ao se analisar e compreender a fisiologia destes animais (controle térmico e dissipação do calor), concluímos que tosar o coelho não ajuda e ainda pode piorar o problema.

 

O pelo protege o coelho tanto do frio quanto do calor, oferecendo "isolamento" térmico, que aumenta com a espessura do pelo (funciona como placas de isopor). Por isso, cortar ou tosar muito baixo o pelo em períodos de muito calor pode atrapalhar muito mais o coelho do que ajudá-lo.

 

Expor a pele, tirando a proteção dos pelos, vai fazer com o animal “esquente” muito mais.

Não há problema em cortar um pouco do pelo para retirar alguns nós ou ate mesmo realizar uma tosa higiênica, o problema é quando se corta muito, deixando os pelos bem curtos, expondo a pele do animal.

 

Caso seja necessário por higiene ou problemas de saúde (animais com predisposição a formação de bolas de pelo no estômago), mantenha o pelo com menos 2 dedos de altura e evite deixar a pele exposta a não ser que seja necessário.

No caso de duvidas ou problemas consulte a nossa equipe!

 

Gostou? Se inscreva para receber notificação de novos posts!

Curta, comente e aproveite para deixar sua sugestão para um novo tema!

Sua opinião é muito importante para manter o BLOG atualizado. :)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon